Sábado, 24 de Abril de 2010

Construção "uma mina de ouro em Angola"

 
ImageAs três principais construtoras portuguesas em Angola – Soares da Costa, Teixeira Duarte e Mota-Engil — conseguiram uma facturação de 1,2 mil milhões de euros naquele mercado. Obras no país africano já representam um terço do seu volume de negócios, avança a edição do SOL esta sexta-feira .

As três principais empresas portuguesas – Teixeira Duarte, Soares da Costa e Mota-Engil – conseguiram uma facturação de 1,2 mil milhões de euros em Angola.
A Teixeira Duarte tem a maior ‘fatia’ do bolo com 495 milhões de euros, seguindo-se a empresa liderada por Jorge Coelho com 421 milhões.

Angola é também já o principal mercado para a Soares da Costa, representado 35% do total da sua facturação, o equivalente a 327 milhões de euros. Estes números fazem de Portugal o terceiro maior operador do mercado, a seguir à China e Brasil.

Nos últimos anos, o sector de construção civil e obras públicas angolano tem registado uma taxa média de crescimento próxima dos 50%, representando já 4,5% do PIB do país. Para as construtoras portugueses vale um terço do total de volume de negócios.


publicado por saudacoesangolanas às 18:19
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. simplesmentedetalhes

. ...

. Finalmente o turismo Ango...

. DJ Kadú ganha disco de ou...

. A economia de Angola não ...

. Bolsa de valores em Ango...

. Construção "uma mina de o...

. Angola na Expo-China

. Grande Festa Mangolé

. Mia Couto e Agualusa nome...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Desconstruções

blogs SAPO

.subscrever feeds